Júri já começa a selecionar as obras para o 47º Salão Internacional de Humor de Piracicaba

- PUBLICIDADE -

A equipe do 47º Salão Internacional de Humor de Piracicaba já deu início aos trabalhos deste ano, ainda que de forma totalmente virtual, devido à pandemia. As obras que deverão compor a mostra competitiva entre os dias 29 de agosto e 29 de setembro serão analisadas pelo Júri de Seleção, que deverá escolher dentre os 2.577 trabalhos inscritos. Este ano, devido à pandemia, as obras da 47ª edição do Salão de Humor poderão ser apreciadas apenas on-line, no site oficial da instituição: << www.salaointernacionaldehumor.com.br >>.

Uma foto que mostra um trabalho inscrito no Salão de Humor de Piracicaba
Foto: Divulgação.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O júri é formado por Zé Roberto Graúna, artista gráfico; J. Bosco, cartunista; Fred Ozanan, designer gráfico; Helen Sacconi, jornalista; Edu Grosso, artista visual e gráfico; Luccas Longo, artista gráfico e Maria Luziano, ilustradora. Essa equipe está encarregada de selecionar as obras.

Neste ano, os trabalhos recebidos foram produzidos por 392 artistas de 48 países como Afeganistão, Alemanha, Bélgica, Brasil, China, Colômbia, Egito, França, Irã, Israel, Japão, Noruega, Turquia, Ucrânia e outros. Entre as obras originais e virtuais foram inscritos: 438 caricaturas, 661 cartuns, 548 charges, 295 tiras, 29 esculturas, além de 343 trabalhos na temática Comunicação e 263 categoria Saúde.

“Diferente de outras edições, este ano foram necessárias algumas mudanças no processo de seleção, premiação e também exposição dos trabalhos. Ainda assim, o nosso objetivo é programar uma mostra também presencial, para que, assim que a pandemia passar, os amantes do humor possam desfrutar dessa linguagem artística que continua a cumprir o seu papel de fazer rir e provocar a reflexão”, explica Rosângela Camolese, secretária da Ação Cultural e Turismo.

Paulo Bonfá, presidente do 47º Salão de Humor, considera que esta edição tem um papel histórico ao manter acesa a chama criativa em meio à pandemia. “Observamos as restrições impostas pelo contexto da Pandemia, no entanto conseguimos manter os artistas produzindo e registrando, com ironia e comicidade, os dias que estamos atravessando em todo o planeta”.

A seleção dos trabalhos

Cada jurado recebe, via e-mail, uma quantidade de trabalhos divididos por categorias. Esses trabalhos serão selecionados e separados para a avaliação do Júri de Premiação.

De acordo com Erasmo Spadotto, diretor do Cedhu, o trabalho de seleção deve levar em conta alguns critérios importantes. “Os jurados devem ficar atentos à originalidade das ideias e à criatividade dos artistas, respeitando a necessidade de cada modalidade, como por exemplo, a atualidade nas charges, técnicas e elementos que identifiquem a caricatura, um bom roteiro e imagens nas HQs, além é claro, da linguagem do humor”, comenta.

O Salão Internacional de Humor de Piracicaba

O Salão Internacional de Humor de Piracicaba surgiu em 1974, durante a ditadura militar, como iniciativa de um grupo de jornalistas, artistas e intelectuais atuantes no cenário político. A partir do sucesso das primeiras edições e do apoio da turma do jornal carioca “O Pasquim”, importantes cartunistas brasileiros contribuíram para a transformação do Salão em um dos mais conhecidos encontros do humor gráfico no Brasil e no exterior.

É um dos concursos mais antigos do gênero, que se mantém como espaço de reflexão e fruição das artes gráficas através da valorização do cartum, da caricatura, da charge e das tiras. As obras premiadas constituem um rico acervo, com trabalhos por meio dos quais é possível acompanhar as transformações sociais, econômicas, além das relações humanas, questões ambientais e outros assuntos.

https://www.piranot.com.br/entretenimento/adolpho-queiroz-e-erasmo-spadotto-concedem-entrevista-exclusiva-ao-jornal-piranot/94240/

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir