Após declarações homofóbicas, banda “Calypso” perde patrocinadores e shows

- PUBLICIDADE -

A cantora Joelma pode ter enterrado sua carreira de uma vez por todas.
Após o fenômeno de vendas anos atrás, a “Calypso”, que estava apagada na mídia sofre com as declarações consideradas homofóbicas pela imprensa, dadas pela vocalista da banda a uma das principais revistas de circulação nacional, a “Isto É”.

Em entrevista, a cantora declarou que “se tivesse um filho gay “lutaria até a morte para fazer sua conversão”.
No ano passado, Joelma apareceu em um vídeo aconselhando um homossexual a se converter, até então ela disse não ser homofóbica e que estava apenas brincando com um amigo.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Com as novas declarações, as contratações de shows da banda desabaram na última semana e segundo as novas informações, os patrocinadores do filme que contaria a trajetória de sucesso da “Calypso” desistiram uma vez que não querem sua marca envolvida com o escanda-lo.

Chinbinha, marido de Joelma, guitarrista e administrador da banda está abalado com as declarações da esposa e passa por um tratamento médico anti-depressivo devido a piora após as declarações.

Através de sua assessoria de imprensa, Joelma negou que tenha dado as declarações e que foi mal interpretada pelo jornalista que assinou a reportagem.
Por outro lado, a “Isto É” disse ter a entrevista gravada.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir