‘Êta Mundo Bom!’ bate recorde na primeira semana e é a melhor desde 2000 no horário

- PUBLICIDADE -

A novela “Êta Mundo Bom!” (Globo) teve ótimo desempenho na emissora logo em sua semana de estreia. Em São Paulo, a novela registrou 22 pontos de audiência, a maior média da primeira semana de uma história no Vale a Pena Ver de Novo desde 2000.

'Êta Mundo Bom!' bate recorde na primeira semana e é a melhor desde 2000 no horário
Foto: Divulgação

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Já no Rio, a trama de Walcyr Carrasco também se destacou e registrou 24 pontos, melhor índice desde 2009.

A trama substitui “Avenida Brasil” que também teve bons índices. As cenas em que Carminha (Adriana Esteves) é desmascarada e expulsa da mansão, que foram exibidas em 16 de abril, bateram recorde de audiência com 28 pontos em São Paulo, 32 no Rio de Janeiro, e 29 no PNT (Painel Nacional de Televisão).

No Google, desde 21 de março, houve crescimento de 2400% nas buscas por “Avenida Brasil”. E “Quem matou Max?”, um dos suspenses do final, foi a pergunta mais pesquisada entre nos dias 22 e 23 de abril.

Mas a audiência boa na estreia de “Êta Mundo Bom!” não é de hoje. Em janeiro de 2016, a novela marcava 26 pontos em seu primeiro capítulo na versão original. Era o maior índice de estreia de uma trama das 18h desde 2010.

Exibida há quatro anos na faixa das seis, a história do ingênuo e otimista Candinho, interpretado por Sérgio Guizé, conquistou o público e bateu recorde -a trama terminou com 31,7 pontos de audiência na Grande São Paulo, segundo Kantar Ibope, melhor índice da emissora no horário desde 2007.

Em entrevista à reportagem, o ator Sergio Guizé disse que o público poderia esperar uma trama envolvente. “A trama fala de esperança e de respeito, tudo o que a gente não tem visto hoje, principalmente aqui no Brasil, onde está rolando uma coisa de ódio e de guerra. Candinho é um personagem muito bonito, que quer unir as pessoas e jamais pensa o mal do outro. Tem muita cena dele dividindo pão, dando lição de moral em bandido, em político”, afirma.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir