“Amor à vida”: Autor desiste de matar Cezar e personagem vira o maior vilão da novela

- PUBLICIDADE -

”Em minhas novelas, nada é absolutamente programado”, foi essa a resposta do autor Walcyr Carrasco quando questionado sobre a morte do personagem Cezár (Antônio Fagundes), em “Amor à vida” que diferente do programado para o capitulo 80, ele não irá morrer mais depois de uma briga com o filho Felix.

Ainda segundo ele, César é o verdadeiro vilão da trama e deve ficar na novela até o fim. “Eu procuro falar de seres humanos, todos com defeitos e qualidades… Quando Antônio Fagundes aceitou o papel, imediatamente decidi não matá-lo… Ele é um grande ator, muito carismático.” comentou Walcyr.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O autor também afirmou que nenhum outro personagem irá morrer no lugar de César e que não acha que seja necessário matar alguém para esquentar uma história.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir