“SBT Memória” relembra hoje a trajetória do “Aqui Agora”, um pioneiro

- PUBLICIDADE -

aquiagoraA partir de hoje – semanalmente e durante os próximos três meses – você fará uma “viagem no tempo”. Os programas que marcaram época da emissora de Sílvio Santos estão aqui no SBT Memória – coluna de Daniel Yahir publicada no Blog Oficial (www.danielyahirtv.blogspot.com) e no site Piracicaba Notícias (www.piranot.com) .

Começando por ordem alfabética… AQUI AGORA – ” Um jornal vibrante… Uma arma do povo , que mostra na TV a vida como ela é !”

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Inspirado em um telejornal argentino da Telefé – e utilizando inclusive o mesmo tema de abertura – Aqui Agora seguia a linha popular. Na primeira versão – apresentada por Ivo Morganti e Christina Rocha – trazia principalmente casos policiais. Gil Gomes, Wagner Montes e Jacinto Figueira Junior (o “Homem do sapato branco”) eram responsáveis por matérias polêmicas e arriscadas como perseguições ao vivo, sequestros e tiroteios.

Para “quebrar” um pouco o clima violento Nelson Rubens (sim… o fofoqueiro do “Ok Ok, eu aumento mas não invento) contava as notícias das celebridades; Cinira Arruda tinha sempre uma “palavra amiga”; Madalena Bonfliglioli mostrava histórias de “cortar o coração”; Celso Russomano era o “advogado do povo” com seus casos de defesa do consumidor; e Felisberto Duarte, o Feliz, informava a previsão do tempo sempre com muito bom humor .

Essa “mistureba” de estilos em um único jornal durou de 20 de maio de 1991 a 06 de dezembro de 1997 – já que a audiência começou a cair.

Em 26 de fevereiro de 2008 volta ao ar com Christina Rocha e novos apresentadores: Luiz Bacci, Joyce Ribeiro e Herberth de Souza. A audiência era de 4 pontos de média – considerada baixa por Sílvio Santos, dono do SBT. Para se ter uma idéia a série mexicana Chaves sempre superava a marca dos seis pontos e programas como “Passa ou Repassa” chegavam a dez de média.

Foi feita ainda uma última tentativa de alavancar o Ibope, trocando os apresentadores por César Filho e Analice Nicolau. Como não houve diferença significativa na audiência o noticiário saiu do ar definitivamente sem aviso prévio e maiores explicações em 11 de abril de 2008.

De tempos em tempos surgem boatos sobre uma possível volta. Ratinho e Datena já foram sondados para comandar uma nova versão, mas recusaram. Resta então a lembrança do tempo áureo do Aqui Agora que, gostem ou não, trouxe um novo estilo de se fazer telejornal no Brasil.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir