Vergonha alheia: SBT demite jornalista devido ao salário alto

- PUBLICIDADE -

rodolfoO jornalista Rodolfo Ganberini causou revolta em muitos fãs do SBT após ser demitido da emissora.
Jornalista renomado no meio televisivo estava na casa desde 2009 e na última semana foi dispensado devido á cortes financeiros que estão sendo feitos no jornalismo da rede.

A informação foi dada por Rodolfo em entrevista á um jornal paulista.
“Em uma conversa com o Parada (Diretor nacional de jornalismo), ele me disse que meu salário seria investido em outra coisa e que eu era caro demais para ficar sem telejornal” disse.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Rodolfo apresentou no final do ano a retrospectiva do canal que liderou em audiência e estava na substituição dos ancoras dos telejornais no natal e ano novo.
Devido aos bons números conquistados, o jornalista tinha virado um dos queridinhos do público SBTista que gosta de opinar em tudo o que acontece na tela e nos bastidores.

Com passagens por outras emissoras, entre elas a Globo, Rodolfo comenta sobre seu futuro na TV.
“Vou bater na porta dos veículos e ver quem abre” disse.

A perca de um jornalista do nível do Rodolfo é lastimável para o SBT, uma emissora que precisa se reforçar nesse departamento tão importante e que não tem uma estrutura tão eficiente quando se comparada com o tamanho da rede e sua importância para o país.

O salário do Rodolfo será investido na nova redação de jornalismo e equipamentos de última geração que devem estrear ainda nesse semestre.

Pelo Twitter, alguns fãs do canal lamentaram a perca e se demonstraram revoltados com tal atitude.
Anos atrás, o SBT demitiu a jornalista Monica Puga do Rio de Janeiro dias depois dela ganhar o prêmio Esso de Jornalismo, um dos mais cobiçados do país.

Como diz Boris Casoy, “Isso é uma vergonha! Não dá para acreditar!”

 

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir