Diego Hypolito e Sergio Sasaki não garante pódio para o Brasil

- PUBLICIDADE -

A medalha de ouro de Arthur Zanetti nas argolas, no sábado, foi a única do Brasil no Mundial de Ginástica, na Antuérpia. Neste domingo, Sergio Sasaki e Diego Hypolito tinham a chance na final do salto, mas acabaram ficando fora do pódio.

Sasaki, de 21 anos, havia avançado para a final com a terceira melhor nota das eliminatórias. Neste domingo, no entanto, ele até teve um bom desempenho, mas viu os rivais melhorarem muito suas apresentações e o superarem na briga por medalha.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O ginasta brasileiro havia feito 14,987 nas eliminatórias, e na final conseguiu 15,099, ficando na quinta colocação. Já Diego Hypolito, que no sábado ficou com o quinto lugar no solo, ficou com a sexta posição. Ele também melhorou o desempenho (de 14,924 para 15,049), mas não foi o suficiente para chegar no pódio.

A medalha de ouro ficou com o sul-coreano Seon Yang Hak, que apresentou um salto com grau de dificuldade elevadíssimo e, na média dos dois saltos, teve a nota 15,533. A prata foi para o americano Steven Legendre (15,249) e o bronze para o britânico Kristian Thomas (15,233).

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir