Santos esquece política com melhor campanha na Liberta e ‘volta’ de Sánchez

O Santos soma 13 pontos, com quatro vitórias e um empate. O saldo santista é de quatro gols

- PUBLICIDADE -

O Santos passou por cima dos problemas extracampo para vencer pela terceira vez fora da casa na Copa Libertadores, nesta quinta-feira (1º). O triunfo por 3 a 2 sobre o Olimpia (PAR) levou o time às oitavas de final com a melhor campanha da competição até o momento, ao lado do Palmeiras — ambos têm 13 pontos em cinco jogos.

uma foto dos jogadores do santos comemorando
Foto: Ivan Storti/Santos FC/Direitos Reservados

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Também marcada pelo fim do jejum de gols de Carlos Sánchez e de Kaio Jorge. a vitória de virada sobre o tradicional time paraguaio aconteceu 72 horas depois de José Carlos Peres ser afastado da presidência do clube –membros do Comitê Gestor e próximos do técnico Cuca, Matheus Rodrigues e Pedro Dória também foram deixaram o clube momentaneamente.

“Tinha sido assim contra o Atlético-MG, semana turbulenta. Perdemos presidente e diretores, Matheus e Doria. Veio um novo presidente, outro diretor, outro comando. Temos que ficar alheios. Nós somos o Santos. Eles não são do Santos, eles são o Santos: falo isso para os jogadores. Não é estádio ou diretoria, alegria e tristeza vêm dos jogadores”, disse o treinador.

Cuca também fez elogios à equipe, que teve de se adaptar ao esquema 3-4-3 diante dos desfalques na defesa –ainda no primeiro tempo, ele voltou à estratégia antiga. “Deu certo no começo, mas sofremos a virada e tivemos que mudar. Temos que enaltecer esses jogadores. Fizemos tudo isso sem treinar, não há tempo e eu não fico chorando. Estamos indo para o pau sem reclamar. Meninos estão evoluindo como profissionais dentro de uma competição dessa. Teve jogo jogado, aéreo, guerra. Típico de Libertadores. Somos a melhor equipe do campeonato junto com o Palmeiras”, frisou.

O Santos soma 13 pontos, com quatro vitórias e um empate. O saldo santista é de quatro gols. O Palmeiras, por sua vez, também soma quatro triunfos e um empate, com dez gols de saldo. Flamengo, LDU (EQU), Nacional-URU e Racing (ARG), todos já classificados, somam 12 pontos cada.

Além de garantir a classificação com uma rodada de antecedência, o Santos viu dois jogadores encerrarem um jejum de gols. Primeiro, foi Carlos Sánchez, que abriu o placar em Assunção e ainda deu a assistência para o gol de Kaio Jorge, o terceiro do Santos. O meia uruguaio colocou fim a uma seca de 23 jogos ou oito meses. Já o jogador revelado na base do Santos não marcava havia sete meses, com 15 jogos de jejum.

Na próxima rodada da Libertadores, a última da fase de grupos, os santistas recebem o Defensa y Justicia (ARG) na Vila Belmiro. O duelo será em 20 de outubro. Pelo Brasileiro, o Santos enfrenta o Goiás no domingo (4), fora de casa. O jogo válido pela 13ª rodada terá início às 18h15 (de Brasília).

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir