Estado libera construção do reservatório de Duas Pontes; Piracicaba e outras 22 cidades serão beneficiadas

- PUBLICIDADE -

O Governo do Estado de São Paulo — por meio da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) e do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) — assinou nesta quarta-feira (05), a Ordem de Serviço para a construção do reservatório Duas Pontes, no Rio Camanducaia. Junto à Barragem de Pedreira, já em construção, o reservatório beneficiará mais de cinco milhões de pessoas em 23 municípios — Piracicaba, Amparo, Americana, Arthur Nogueira, Campinas, Campo Limpo, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Itupeva, Jaguariúna, Jundiaí, Limeira, Louveira, Monte Mor, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Sumaré, Valinhos, Várzea Paulista e Vinhedo.

Uma foto que mostra a assinatura da Ordem de Serviço
Foto: Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O prefeito Barjas Negri, que presidiu os Comitês PCJ, aproveitou para reforçar a importância da obra. “Os Comitês PCJ, há 25 anos, vêm trabalhando na viabilização da construção dos reservatórios de Pedreira, no rio Jaguari, e o de Duas Pontes, em Amparo, no rio Camanducaia. Trata-se de uma ação essencial para incrementar e aprimorar a oferta hídrica na região das Bacias PCJ a jusante do Sistema Cantareira”, ressalta.

O investimento no reservatório Duas Pontes será de R$ 271 milhões na implantação, sendo 196 milhões nas obras e R$ 75 milhões na desapropriação da área. A previsão de conclusão do trabalho é 2022. “O governador Geraldo Alckimin obteve um empréstimo junto ao Banco Mundial (Bird) para obras na capital e região metropolitana. O PCJ me procurou, fui ao embate e consegui R$ 800 milhões para dois reservatórios. Faltava o de Duas Pontes. Essa é uma conquista importante para Piracicaba e para a Bacia PCJ”, ressalta o deputado estadual Roberto Morais.

O reservatório de Amparo terá capacidade para acumular 53,4 milhões de metros cúbicos e disponibilizará uma vazão regularizada de 8,7 m³/s. Já o de Pedreira permitirá uma vazão de 8,3 m³/s.

Dados técnicos

A Barragem Duas Pontes será constituída de um maciço de terra compactado com 35,5 metros de altura, crista com 7 metros de largura e 800 metros de extensão. O vertedouro terá oito comportas, com 7,5 m de largura e 3,5 metros de altura, que permitirão descarregar até 715 mil litros por segundo.

O reservatório contará também com uma torre de tomada d’água principal, para vazão regularizada, com 35 metros de altura. Este sistema permitirá um escoamento de 8,7 metros cúbicos.

Planejamento

A construção das duas barragens faz parte do planejamento estratégico para a sustentabilidade hídrica das Bacias PCJ desde 1992, quando DAEE e Consórcio PCJ previram a sua necessidade em estudo intitulado “Plano Diretor de Captação e Produção de Água para Abastecimento Público nas Bacias dos Rios Piracicaba e Capivari”. Desde então a região vem lutando para viabilizá-los.

Nos anos 2000, o Consórcio PCJ/Agência PCJ realizaram os estudos básicos de viabilidade das barragens, que foram entregues ao governador de São Paulo à época, Geraldo Alckmin, em 2016. A licitação das obras foi concluída em 2018 com a indicação das construtoras vencedoras e no ano seguinte teve início a construção do Reservatório de Pedreira. Com a liberação em 2020 da licença para início das obras do reservatório de Amparo, a previsão é que todo o sistema fique concluído em 30 meses.

Leia mais aqui no PIRANOT:

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir