Bernardinho não é mais tecnico da seleção de vôlei

- PUBLICIDADE -

Bernardinho deixa a seleção de volei para retornar ao Rexona. Fonte: Internet

28 titulos. É com este número que Bernardinho anuncia sua saída da brasileira de vôlei. Depois de quase 16 anos a frente do comando do time, o treinador anunciou nesta quarta-feira que deixará a equipe. O motivo principal foi a pressão da família, que pedia que ele tivesse mais tempo para descansar.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Bernadinho, que também comanda o Rio de Janeiro na Superliga feminina, terá como substituto Renan dal Zotto, que, assim como agora ex tecnico, foi membro da geração que conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles.

A “era Bernardinho” na seleção será inesquecivel. Após pegar uma seleção desacreditada, que havia caído nas quartas de final nas Olimpíada de 2000, Bernardinho construiu uma das maiores hegemonias da história do esporte, tendo, em sua história como comandante da Seleção de Volei, 28 títulos relevantes, com direito a três Mundiais, duas Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

Agora Bernardinho agora faz um caminho profissional oposto daquele que havia começado. Em 2000 resolveu deixar o Rexona para assumir a seleção masculina. Agora deixa a seleção para voltar no comando do mesmo time que deu reconhecimento a seleção.

 

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir