Em Campinas, protestos interditam rodovias e escolas ficam sem aula

- PUBLICIDADE -

Na manhã desta sexta-feira (14), manifestações de trabalhadores geraram protestos e interditaram rodovias de Campinas (SP). Os atos fazem parte da convocação de greve geral contra os cortes do governo na educação e contra a reforma da Previdência.

Foto: PMR

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Empresas na região, sindicatos que representam professores das redes particular e estadual também confirmaram adesão ao movimento nacional e as escolas estão sem aula.

Rodovias afetadas

Na Rodovia Anhanguera (SP-330) manifestantes atearam fogo em pneus, o trânsito ficou muito carregado e foi possível ver a fumaça preta de longe.

A manifestação aconteceu no sentido capital, no no km 98, na altura do Trevo da Bosch. A rodovia l ficou totalmente bloqueada por aproximadamente uma hora no início da manhã e foi liberada por volta das 07h20, após o trabalho do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar Rodoviária (PMR).

A Rodovia Zeferino Vaz (SP-332) também ficou bloqueada pelos manifestantes. O trânsito ficou totalmente parado na entrada do distrito de Barão Geraldo e trabalhadores chegaram a descer dos ônibus no meio da rodovia e ir a pé.

Foto: PMR
Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir