Mulher morre de Covid-19 depois de levar cusparada no rosto de homem contaminado

- PUBLICIDADE -

Uma funcionária de uma estação de trem do Reino Unido morreu de Covid-19 depois que uma pessoa contaminada pela doença cuspiu e tossiu em seu rosto. O agressor, que não foi identificado, teria dito à vítima que tinha o vírus. As informações foram publicadas pela agência de notícias AFP.

Foto: Reprodução/Facebook

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A agressão ocorreu no dia 22 de março na estação Victoria, de Londres, informou o sindicato dos transportes TSSA. A vítima é Belly Mujinga, ela tinha 47 anos e deixa uma filha de 11 anos e o marido.

Dias depois do ocorrido, o médico que atendeu Belly relatou que ela tinha problemas respiratórios. Ela parou de trabalhar, mas sua condição continuou a piorar, e no dia 02 de abril, Belly foi hospitalizada e morreu três dias depois.

Atualmente, o caso está sendo investigado pela Polícia de Transportes Britânica (BTP). A advogada Jenny Wiltshire disse que os crimes podem variar de agressão a acusações muito mais graves, como tentativa de dano corporal grave ou homicídio culposo. “Se o agressor tiver o vírus, e a promotoria puder provar que ele estava ciente disso no momento da agressão, suas ações poderiam potencialmente levar a uma acusação de tentativa de dano corporal”, observou

O marido Lusamba, de 60 anos, e a filha Ingrid, de 11 anos, nunca se despediram. Ingrid recebeu uma última videochamada de sua mãe quando ela ainda estava internada no hospital. Depois disso seu quadro de saúde piorou e ela ficou doente demais para conversar.

 

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir