Piracicaba avança à fase amarela do Plano São Paulo; poderão reabrir comércios não essenciais

- PUBLICIDADE -

A cidade de Piracicaba (SP) e região avançou da fase 1 (vermelha) direto para a fase 3 (amarela) do Plano São Paulo de retomada gradual da economia, anunciou o governador João Doria nesta sexta-feira (07). Com isso, os municípios que integram o Departamento Regional de Saúde (DRS) poderão reabrir os comércios não essenciais, inclusive salões de beleza, academias, bares e restaurantes, desde que cumpram as regras de distanciamento.

Foto: Governo do Estado de São Paulo

A flexibilização passa a valer já na próxima segunda-feira (10). Os municípios podem elaborar decretos com regras específicas e mais restritas, mas não podem liberar atividades além do que autoriza o plano estadual.

A região de Piracicaba ficou por três semanas na fase vermelha antes de passar para a fase amarela.

O que pode abrir na fase amarela

Todas as atividades que têm autorização de funcionamento na fase amarela devem seguir as regras e obedecer as restrições impostas no Plano São Paulo de retomada gradual da economia.

  • Shoppings e galerias: com capacidade de 40%, horário reduzido (seis horas) e praças de alimentação ao ar livre ou áreas arejadas;
  • Comércio em geral: com capacidade de 40% e horário reduzido (seis horas);
  • Serviços: com capacidade de 40% e horário reduzido (seis horas);
  • Restaurantes, bares e similares: somente ao ar livre ou áreas arejadas, com capacidade de 40%, horário reduzido (seis horas) e atendimento presencial até às 17h;
  • Salões de beleza e barbearias: com capacidade de 40% e horário reduzido (seis horas);
  • Academias de esportes: com capacidade de 30%, horário reduzido (seis horas), atendimento com hora marcada, permissão de aulas e práticas individuais (aulas e práticas em grupo estão suspensas);
  • Eventos e convenções: somente permitidos após 28 dias de classificação na fase amarela, com capacidade de 40%, horário reduzido (seis horas), venda apenas online e controle de acesso com lugares marcados, além de proibição de atividades com o público em pé;
  • Demais atividades que gerem aglomerações estão expressamente proibidas.

DRS Piracicaba

As 26 cidades que podem avançar para a fase amarela são:

  • Águas de São Pedro
  • Analândia
  • Araras
  • Capivari
  • Charqueada
  • Conchal
  • Cordeirópolis
  • Corumbataí
  • Elias Fausto
  • Engenheiro Coelho
  • Ipeúna
  • Iracemápolis
  • Itirapina
  • Leme
  • Limeira
  • Mombuca
  • Piracicaba
  • Pirassununga
  • Rafard
  • Rio Claro
  • Rio das Pedras
  • Saltinho
  • Santa Cruz da Conceição
  • Santa Gertrudes
  • Santa Maria da Serra
  • São Pedro

A cor de cada região do mapa é determinada por uma série de critérios. Esses indicadores são avaliados junto com dados de mortes, casos e internações por Covid-19, sendo possível assim determinar a fase e a cor em que se encontra cada município.

De acordo com Doria, a cada sete dias a cidade será reavaliada. Depois, a cada 15 dias a região poderá se mover para fases menos ou mais restritivas, conforme os indicadores analisados sofram alterações. Entenda cada fase e cor do Plano São Paulo:

  • Fase 1, vermelha: alerta máximo, funcionamento permitido somente aos serviços essenciais;
  • Fase 2, laranja: controle, possibilidade de aberturas com restrições;
  • Fase 3, amarela: abertura de um número maior de setores;
  • Fase 4, verde: abertura de um número maior de setores em relação à fase 3;
  • Fase 5, azul: “normal controlado” – todos os setores em funcionamento, mas mantendo medidas de distanciamento e higiene.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir