A cada 100 mil, oito são vítimas de homicídio no interior de São Paulo

- PUBLICIDADE -

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Estado de São Paulo bate novo recorde na queda dos homicídios dolosos com o fechamento do primeiro semestre do ano. Com a redução de 11,62% nas mortes intencionais nos seis primeiros meses, o índice caiu para 9,38 ocorrências por 100 mil habitantes – a menor taxa da história. “Pela primeira vez na série histórica temos um primeiro semestre do ano com menos de dois mil homicídios”, destacou o governador Geraldo Alckmin.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O governador e o secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, divulgaram os índices na manhã desta sexta-feira (24), no 52º Distrito Policial (Parque São Jorge), na zona leste.

“São Paulo encerrou o ano passado com a taxa de 10,06 homicídios. Já era o único Estado da federação que chegou ao número considerado aceitável pela ONU”, afirmou Moraes. “E continuamos, pois, estamos encerrando o primeiro semestre com 9,38”. A taxa é referente dos últimos 12 meses – de julho de 2014 a junho de 2015.

Além do semestre, o número de ocorrências é também o menor para um mês de junho em toda a série histórica, iniciada em 2001. Com 262 casos registrados, a redução foi de 18,38% no mês em relação aos 321 homicídios registrados em junho de 2014 – 59 a menos.

….
INTERIOR – QUEDA DE 10,65% – O interior de São Paulo registrou diminuição de 10,65% nos homicídios dolosos no semestre. Foram registradas 956 ocorrências. É a segunda vez que o número de casos fica abaixo de 1.000, desde 2001. A quantidade de ocorrência é a segunda menor da série histórica.

Com a redução, a taxa de mortes intencionais é de 8,7/100 mil habitantes.

….

MENOR TAXA DO BRASIL – São Paulo tem a menor taxa de mortes intencionais do país, de acordo com o último Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2014.

Apesar de já ser a menor da nação, o secretário enfatizou que o indicador deve cair ainda mais. “Os números sempre podem ser melhorados, pois estamos falando de vidas. Cada número que se diminui são várias vidas salvas, e isso mostra que São Paulo está fazendo a sua parte”, exaltou Moraes.

O índice do Brasil é de 23,7 homicídios dolosos por 100 mil habitantes. O gráfico abaixo aponta que se o Estado de São Paulo fosse desconsiderado da contabilidade, o Brasil teria uma taxa ainda maior, totalizando 27,5/100 habitantes – 16,03% maior.

Com os índices de São Paulo dentro do Brasil, o país mantém uma taxa 13,82% menor.

Graças ao trabalho e empenho das polícias paulistas, o Estado alcançou em junho uma redução histórica de 73,41% em relação ao ano de 1999, quando São Paulo tinha 35,27 homicídios por 100 mil habitantes.

“Aproveitando a queda dos homicídios, gostaria de destacar a bravura da nossa polícia”, ressaltou Alckmin, ao elogiar a atuação dos policiais na prisão de um criminoso que tentou assaltar passageiros em ônibus e no resgate de uma mulher sequestrada. “E destacar também a investigação no combate ao tráfico de drogas”.

O governador e o secretário relembraram, especialmente, a apreensão de 1,6 tonelada de cocaína e 898 quilos de pasta base em Santa Isabel e 9 toneladas de maconha na Rodovia Castelo Branco. As ações foram realizadas pelas polícias Civil e Militar nos dias 17 e 20 deste mês.

“Nós já prendemos neste primeiro semestre três vezes mais do que no ano passado. Essa ação firme contra o tráfico de drogas também explica a redução dos homicídios”, explicou o governador. “De 30% a 40% das mortes intencionais é devido ao tráfico. Esse combate ajuda a diminuir os homicídios”.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir