Cinco homens são presos por maltratar cachorro na Rua do Porto, em Piracicaba

- PUBLICIDADE -

Policiais da 2ª DISE (Divisão de Investigações Sobre Entorpecentes) e GOE (Grupo de Operações Especiais) da DEIC (Departamento Estadual de Investigações Criminais) de Piracicaba prenderam neste sábado (18), cinco homens que foram filmados maltratando um cachorro na pista de skate, no Parque da Rua do Porto. Um deles é um professor de Educação Física.

Na imagem tem uma foto do cachorro maltratado
Foto: Divulgação

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Segundo a nota, os policiais tomaram ciência do caso através de um vídeo veiculado em rede social, de que por volta das 10h de hoje, cinco indivíduos teriam praticado maus tratos contra um cachorro. “Nas imagens foi possível observar que dois deles lançam o cão na água por duas vezes, em elevada altura, enquanto os outros três observam, riem, sendo que ainda dois deles filmam a situação”, diz o documento.

Diante de um ato de tamanha covardia, “os policiais – que se encontravam de folga, prontamente convocaram as equipes e encetaram diligências, logrando identificar os cinco indivíduos”. Foi apurado que quatro deles são moradores de rua, acolhidos em isolamento no Ginásio do Jaraguá, local criado pela Prefeitura de Piracicaba para abrigar pessoas em situação de vulnerabilidade durante a pandemia. O quinto envolvido é justamente o responsável, um professor de educação física da Prefeitura de Piracicaba, o qual saiu com os quatro moradores de rua acolhidos para caminhar e acabou não impedindo que cometessem o ato.

Segundo a polícia, “os cinco foram detidos e encaminhados a sede da DEIC, a qual foi aberta especialmente para receber tal ocorrência. Compareceram na unidade o Delegado Divisionário da DEIC Dr. Wilson Lavorenti, bem como a Delegada de Polícia Dra. Juliana Ricci, que lavrou a ocorrência – ambas Autoridades que também se encontravam em dia de folga”.

Foi apurado ainda que devido a cidade ter regredido a fase vermelha, os moradores acolhidos não poderiam ter saído do isolamento, mesmo que acompanhados do professor responsável. O cão, que possuí cegueira em um dos olhos, mancava de uma das patas e aparenta já ter idade avançada, foi apreendido e entregue a representante de um grupo de proteção animal.

O documento finaliza dizendo que “os cinco foram ouvidos e alegaram ter feito apenas uma brincadeira de mal gosto, disseram estar arrependidos e foram liberados, tendo em vista a atual legislação não permitir que fiquem presos”.

Leia também

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir