Coronavírus: 4 estabelecimentos são interditados em Piracicaba por descumprirem decreto

Em três dias, 60 estabelecimentos foram visitados em Piracicaba e a maioria tem respeitado o decreto

- PUBLICIDADE -

O Centro de Vigilância em Saúde (Cevisa), com apoio da Guarda Civil (Pelotão Ambiental e Romu), autuou três estabelecimentos, interditou quatro e notificou 10 na última operação de combate ao coronavírus aqui em Piracicaba. Na ocasião, o Decreto Nº 18.379 não estava sendo seguido. Em três dias, 60 estabelecimentos foram visitados e a maioria tem respeitado o decreto.

Os estabelecimentos autuados já haviam sido orientados, notificados e interditados por descumprirem o decreto. Agora, com a autuação, o proprietário tem 10 dias para apresentar sua defesa e um Plano de Contingenciamento Sanitário para que possam voltar a funcionar. A multa aos estabelecimentos que descumprem o Decreto pode variar de 10 a 10.000 UFESP — sendo que cada UFESP equivale a R$ 27,61. Além da multa, o proprietário também pode ter o alvará cassado.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A comandante da Guarda Civil, Lucineide Maciel, comentou a operação. “A maioria dos comerciantes está consciente de que seguir o protocolo geral sanitário é a melhor, e mais rápida forma, para a retomada da economia e estão também conscientizando seus clientes”, disse.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir