“Escolinha de Voleibol Adaptado” incentiva prática esportiva na terceira idade

.

- PUBLICIDADE -

Foto: Justino Lucente / CCS

Eles chegam pontualmente no horário estabelecido: 8h. Alguns tímidos; outros extrovertidos. Porém, todos possuem algo em comum: a vontade e o prazer de praticar esporte. Falta de interesse, preguiça, compromisso…. são palavras que não estão presentes no vocabulário das pessoas que estão frequentando o projeto “Escolinha de Voleibol Adaptado na Terceira Idade”. A iniciativa da Prefeitura Municipal, por meio da Selam (Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Atividades Motoras), teve início no último dia 10 e, após duas semanas de treinamentos, vem registrando uma participação significativa.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Destinada a pessoas na faixa etária a partir dos 60 anos (masculino e feminino), o projeto tem o objetivo de formar atletas para que possam integrar a Seleção Piracicabana nas competições realizadas ao longo do ano.

Alguns casos chamam a atenção. Como da aposentada Maria Ivete Brancalion que, aos 61 anos, viu a oportunidade de praticar esporte como fizerá na adolescência. “Soube do projeto pelos meios de comunicação da cidade e não pensei duas vezes em participar”. Ele aprovou a iniciativa da Prefeitura Municipal. “Trata-se de algo muito importante pensando na questão fisica e psicológica, além do interesse social”.

A opinião é compartilhada pelo aposentado Pedro Romanini. Aos 63 anos, ele também ficou sabendo do projeto pelos meios de comunicação e decidiu participar. “Sempre pratiquei esporte, seja bocha e malha. Desta vez, tive a curiosidade de conhecer o voleibol adaptado”, disse.

De acordo com a professora Marlene de Lima, que ao lado de Renata Ganciar coordenada a Seleção Piracicabana, o projeto visa, por meio de um trabalho especifico de formação esportiva na modalidade de voleibol adaptado, formar atletas a curto e médio prazo para que possam integrar as equipes de Piracicaba nas competições regionais e estaduais. “Queremos incentivar a prática esportiva na terceira idade e, por isso, a Selam está dando essa oportunidade para as pessoas que tem vontade e quer conhecer a modalidade”. Segundo ela, o número de participantes vem aumentando a cada treinamento. “Nessa sexta-feira, por exemplo, tivemos cerca de 20 atletas, o que representa um número bastante siginificativo”, enfatizou.

Foto: Justino Lucente / CCS

As aulas estão realizadas às sextas-feiras, das 8h às 9h30, no Mini-Ginásio de Esportes Garcia Neto, sob supervisação do professor da Selam e treinador das equipes de Piracicaba – masculino 60 e 70 anos, Erlo Muniz. Os interessados devem comparecer ao local de treinamento com roupa esportiva.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir