Inscrições para o Curso Técnico de Informática para Internet do SENAI encerram sexta (04)

Para quem deseja uma carreira com alta empregabilidade e muitas possibilidades de atuação. Inscrições abertas até 04 de setembro

O SENAI Piracicaba apresenta um novo Curso Técnico de Informática para Internet voltado a quem deseja uma carreira com alta empregabilidade e muitas possibilidades de atuação. E o melhor de tudo: com mensalidade acessível.

Uma foto de uma estudante fazendo o Curso Técnico de Informática para Internet do SENAI
Foto: Divulgação/SENAI

Para quem deseja uma carreira com alta empregabilidade e muitas possibilidades de atuação, o Curso Técnico de Informática para Internet oferecido pelo SENAI é uma formação reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) e prepara o aluno para lidar com desenvolvimento web de ponta a ponta. No mercado de trabalho, este profissional formado pelo Curso Técnico de Informática para Internet  é conhecido como Desenvolvedor Fullstack.

Qual é a vantagem de ser um desenvolvedor Web Fullstack?

A grande vantagem de ser um desenvolvedor Web Fullstack é ter desenvoltura para participar das diferentes fases do projeto, podendo se tornar até mesmo uma peça chave dentro dele, sendo aquela pessoa que tem um conhecimento especial sobre o projeto, que sabe de ponta a ponta como as peças se encaixam e claro, esse pode ser um diferencial importante para sua própria valorização como profissional.

Como é o mercado de trabalho para esta área?

O Brasil não tem profissionais de desenvolvimento capacitados o suficiente para atender toda a demanda. De acordo com uma pesquisa da Indeed,  sete dos dez cargos mais difíceis de serem preenchidos no mercado de trabalho são de área de tecnologia da informação (T.I.).

Por isso, sobram vagas para quem se habilita a trabalhar nesta área de T.I. e tem as competências necessárias para atender aos negócios. Existem oportunidades de trabalho tanto em pequenas empresas quanto em grandes organizações multinacionais.

Além disso, o profissional pode abrir a própria empresa e buscar seus próprios clientes. Como tem pleno conhecimento de front-end e back-end, é possível desenvolver sistemas menores sozinho. Por isso, empreender na área também é uma boa oportunidade.

Foto: Divulgação/SENAI

Entendendo esta demanda, o SENAI-SP remodelou seu Curso Técnico de Informática para Internet para torná-lo ainda mais acessível e relevante.

A Escola SENAI de Piracicaba, juntamente com outras 56 Unidades do Senai São Paulo estão com as inscrições abertas até 04 de setembro para o novo Curso Técnico de Informática para Internet.

Sobre o curso

O curso, com duração de 1.000 horas (18 meses), é semipresencial: 80% da carga horária é cumprida a distância, o que permite aos alunos economizar com deslocamentos, dedicar mais tempo ao aprendizado e flexibilizar os horários de estudo, já que pessoas inseridas no mercado de trabalho, para especialização ou transição de carreira, são as que mais procuram esse tipo de qualificação.

Utilizar softwares livres ou de código aberto para o ensino facilita o acesso aos interessados pelo curso, uma vez que não precisarão investir em instalação de programas pagos no computador utilizado para os estudos. Outras facilidades são o valor acessível e a forma de pagamento: 26 parcelas de R$155,00.

As matrículas serão feitas de acordo com a ordem das inscrições, até o preenchimento total das vagas.

Foto: Divulgação/SENAI

Sobre o SENAI

O SENAI é o maior complexo privado de educação profissional da América Latina. Desde sua criação, em 1942, já formou mais de 73 milhões de trabalhadores em 28 áreas da indústria.

O SENAI está presente em mais de 2 mil municípios brasileiros e oferece cursos em todos os níveis da educação profissional e tecnológica. Alunos do SENAI conquistaram o primeiro e o segundo lugares na maior competição de profissões técnicas do planeta, a WorldSkills, em 2015 e 2017, respectivamente. Isso comprova que o SENAI prepara trabalhadores altamente qualificados, no patamar das nações mais industrializadas.

O SENAI também apoia o desenvolvimento da educação profissional em outros países, contribuindo para a criação e manutenção de centros de formação em Angola, Cabo Verde, Guatemala, Jamaica, Paraguai, Peru, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe, Timor Leste e Haiti.

 

 

 

Informar Erro
Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir