Piracicaba recebe delegação de autoridades e empresários da Etiópia‏

- PUBLICIDADE -

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Empresários e membros do governo da Etiópia, estiveram no Parque Tecnológico Piracicaba (PTP), na última quinta-feira, dia 16.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A delegação estrangeira veio ao Brasil para conhecer a tecnologia, o mercado e as linhas de créditos ligados à cana-de-açúcar. Em Piracicaba, o grupo foi recebido pelo diretor do Arranjo Produtivo Local do Álcool (Apla), Flavio Castelar que mostrou o leque de possibilidades oferecidas pelo Brasil em produtos, equipamentos, soluções e avanços tecnológicos no cultivo e transformação da cana em bioprodutos e biocombustíveis.

O grupo teve a oportunidade de conhecer instalações da Esalq/Usp, Raízen e do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) em Piracicaba. No PTP, os estrangeiros realizaram reuniões com diversas empresas do Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution e com representante do fundo de investimentos dos Emirados Árabes, com a finalidade de aprimorar parcerias e de se aprofundarem no conhecimento da experiência do Brasil em relação à produção de açúcar e etanol.

O integrante da delegação etíope, CEO da Ethiopian Petroleum & Natural Gas Development Enterprise, Asfaw Dingamo, revelou que o país africano tem o interesse em organizar e estruturar a produção de biocombustíveis inspirados no Brasil. “Estamos estabelecendo uma companhia que produz etanol e biodiesel e teremos muitas centrais de produção de açúcar, por isto, viemos conhecer a política de produção brasileira”, afirmou.

Anualmente, a Etiópia produz 550 mil toneladas de açúcar e 30 mil litros de etanol e, a expectativa do país, segundo Asfaw é de que em cinco anos, a produção de açúcar alcance 2,5 milhões de toneladas e que o etanol chegue a marca de 4 bilhões de litros por ano.

A delegação da Etiópia esteve também em Brasília (DF) e no Rio de Janeiro (RJ) para encontros com autoridades e especialistas no setor sucroenergético e ainda para assinarem acordos de cooperação com o governo brasileiro nas áreas de educação, cultura e economia.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir