Piracicaba registrou novo saldo negativo de emprego no mês de maio

- PUBLICIDADE -

O mês de maio foi para Piracicaba novamente de queda nos postos de trabalho. De acordo com dados divulgados pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgado pelo Ministério da Economia, a cidade fechou maio com saldo negativo de 1.741 empregos. Uma queda significante também já havia ocorrido no mês de abril, com saldo 1.677 postos de trabalho a menos na cidade.

Piracicaba registrou novo saldo negativo de emprego no mês de maio
Foto: Wagner Romano / PIRANOT

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O saldo é resultado da diferença entre desligamentos e admissões em um dado período. No mês de maio, foram no total 1.559 admissões ante 3.300 desligamentos, o que, portanto, ocasionou o saldo de 1.741 empregos a menos.

O levantamento mostra que os setores de serviços e a indústria foram os que mais contabilizaram demissões no período, com saldo negativo de 1.029 e 475 postos de trabalho respectivamente. O ramo de serviços contratou 525 trabalhos e demitiu 1.554 em maio, enquanto a indústria admitiu 300 e desligou 775.

O comércio, dentre os principais setores, teve saldo negativo de 226 postos de trabalho, com 464 contratações e 690 demissões. Já o setor de agropecuária foi o único segmento que manteve saldo positivo (64 postos) no período, registrando 119 admissões e apenas 55 demissões.

O presidente da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), Luiz Carlos Furtuoso, comentou que o saldo negativo nos empregos da cidade já era esperado, devido à pandemia do coronavírus (Covid-19). “O momento de incertezas e dificuldades por conta da mudança ocasionada pela pandemia impacta diretamente a economia. O fechamento dos segmentos não essenciais por um período refletiu nesses números. O novo fechamento agora, pelo fato de Piracicaba ter regredido no plano de combate à Covid-19, deve também trazer resultados negativos nos próximos meses. É um momento muito difícil para todos”, destaca.

Piracicaba registrou novo saldo negativo de emprego no mês de maio

Brasil

No país, os índices de emprego também apresentaram saldo negativo. Foram 703.921 demissões ante 1.035.822 desligamentos, o que, portanto, resultou em uma perda de 331.901 empregos no período.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir