Machucados não provocaram morte de jovem, diz laudo do IML

- PUBLICIDADE -

Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

Diferente do que se suspeitou, a morte do jovem Atarxerxes Ribeiro, de 20 anos, encontrado sem vida na semana passada após desaparecer em uma rave de Sumaré não foi causada por ferimentos.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Um exame necroscópico feito no corpo do estudante apontou que ele não tinha lesões externas ou internas grandes que possam ter causado a sua morte. Com isso, o caso que era tratado pela Polícia Civil como tentativa de homicídio passa a ser investigada como morte suspeita. Os investigadores aguardam agora o resultado do exame toxicológico que vai apontar se o jovem consumiu alguma droga ou substância que possa ter provocado o óbito.

Ribeiro sumiu às 03 horas da manhã do último dia 14 quando participava de uma festa rave em um parque aquático localizado na Estrada Norma Marson Biondo. Buscas por ele foram feitas pelas redes sociais, mas o corpo só foi localizado três dias depois em um terreno próximo do evento somente de cueca e com uma corda amarrada no punho. Horas depois do desaparecimento, o RG dele foi encontrado em Campinas.

O enterro da vítima ocorreu na quinta-feira (18) no Cemitério da Saudade de Sumaré.

.

INVESTIGAÇÃO – Imagens das câmeras de segurança do parque foram solicitadas pela Polícia Civil que tenta entender como ocorreu a morte e se ela se trata ou não de um homicídio. Até agora ninguém foi preso.

.

Comente!

 

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir