Região de Piracicaba zera casos de latrocínios e reduz roubos/furtos no mês de julho

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (25), pela Secretaria de Segurança Pública de SP

- PUBLICIDADE -

A região de Piracicaba terminou o mês de julho sem nenhum caso de latrocínio, informou a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Além disso, também houve queda nos roubos/furtos em geral, de veículos e nos roubos de carga. Os roubos a banco e extorsões mediante sequestro permaneceram sem nenhum registro.

Em julho deste ano, não houve registro de caso de roubo seguido de morte em toda a região. Em relação ao mesmo período de 2019, uma ocorrência com uma única vítima havia sido contabilizada. É a quinta vez na série histórica, iniciada em 2001, que os indicadores de latrocínios ficam zerados.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em julho deste ano, foram contabilizados 50 boletins de ocorrência de estupros. Em relação ao mesmo período do ano passado, foram registrados 37. Já o indicador de extorsão mediante sequestro ficou zerado pela quinta vez consecutiva.

As ocorrências e vítimas de homicídios dolosos oscilaram de nove para 17 na comparação mensal. As taxas dos últimos 12 meses (de agosto de 2019 a julho de 2020) ficaram em 6,73 casos e 7,01 vítimas a cada 100 mil habitantes.

Roubos e furtos

Nos roubos em geral, a queda foi de 38,8%. O número de casos passou de 659 no sétimo mês do ano passado para 403 no último mês de julho, ou seja, 256 a menos. É a primeira vez na série que o total fica abaixo de 600.

O indicador de roubos de veículos caiu 25,9% no mês. Foram 158 casos em julho de 2019 e 117 em julho deste ano. A tendência se estendeu para os roubos de carga que caíram 45,9%, passando de 37 para 20 no mês passado.

Os roubos a banco e as extorsões mediante sequestro permaneceram zerados, respectivamente, pela terceira e quinta vez consecutivas.

Os furtos em geral e de veículos também apresentaram os menores totais da série. Com 36,6% a menos, o primeiro indicador caiu de 2.380 para 1.509 (871 a menos), enquanto o segundo recuou de 554 para 339 (215 a menos).

Produtividade

O trabalho das polícias na região de Piracicaba, no mês de julho, resultou em 1.137 prisões e 82 armas ilegais retiradas das ruas. No mesmo período, foram registrados 502 flagrantes de tráfico de drogas.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir