Sem poder fazer novos gastos, Barjas pede dinheiro para Tiririca e outros deputados

.

- PUBLICIDADE -

Fotos: Divulgação

O prefeito de Piracicaba Barjas Negri decidiu pedir aos deputados federais e estaduais que tiveram votos na cidade, nas eleições gerais de 2014, entre eles o Tiririca, uma ajuda por meio da apresentação de emendas parlamentares aos orçamentos da União e do Estado. O montante é de R$ 26,2 milhões, sendo que para cada deputado federal foi solicitado R$ 1 milhão e para os estaduais o valor variou entre R$ 500 e R$ 700 mil reais. Todos receberam duas indicações de emenda.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A decisão, que o prefeito não sabe se é ou não inédita, foi uma maneira encontrada de conseguir recursos extras, neste ou no próximo ano, para obras na cidade. Barjas disse que a Prefeitura está sem recursos para a execução de obras importantes. No início do governo, ele foi obrigado a contingenciar R$ 65,1 milhões, cortar ou cancelar contratos, e também algumas licitações não prosperaram porque não havia recursos previstos e disponíveis no Orçamento 2017.

A sua ideia foi levantar os nomes dos deputados estaduais, federais e seus votos na cidade. Os deputados piracicabanos Mendes Thame (PV) e Roberto Morais (PPS) já apresentam anualmente emendas para obras ou entidades da cidade. Thame, por exemplo, conseguiu R$ 1 milhão para a reforma/adaptação do Cedic. Roberto recentemente apresentou emenda destinando cerca de R$ 300 mil ao projeto social esportivo “Educando pelo Esporte”.

Por isso, o prefeito Barjas identificou todos aqueles que tiveram mais de 500 votos e enviou duas propostas de emenda parlamentar para obras como construção de centros sociais e equipamentos esportivos nos bairros, unidades do Programa de Saúde da Família (PSF), compra de equipamentos médicos, conservação de estradas rurais entre outras.

Piracicabanos votaram em 11 deputados estaduais que receberam mais de 500 votos. As emendas, duas para cada parlamentar, são para obras sociais, esporte (academias), estradas rurais, centros de lazer e, principalmente, infraestrutura (galeria de água pluvial e asfalto), totalizando R$ 7,2 milhões.

Já no caso dos federais, 19 parlamentares receberam mais de 500 votos no município. Por isso, o prefeito apresentou duas emendas que totalizam R$ 1 milhão. Esses recursos serão utilizados na construção de unidades do Programa de Saúde da Família, reformas e modernização de Unidades Básica de Saúde e também na infraestrutura de urbanização de favelas. As emendas somam R$ 19 milhões.

A preocupação do prefeito é também com o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado no final da gestão passada, que obriga a prefeitura a urbanizar quatro favelas num prazo de seis anos. Para concluir os trabalhos, o investimento será de R$ 6 milhões, recursos que o prefeito Barjas não sabe se terá no futuro, mas, entende que o TAC terá que ser cumprido.

Mesmo não sendo usual uma iniciativa como esta, Barjas tem convicção de que a apresentação de emendas – não importando o resultado – é uma satisfação que os parlamentares dão àquelas pessoas, que como seus cabos eleitorais, buscaram votos que os levaram aos mandatos. A cidade, segundo ele, recebe anualmente recursos de emendas parlamentares, mas é um pequeno número.

.

Confira os deputados, os seus partidos, a quantidade de votos recebidos e os valores solicitados por Barjas:

AGRADECIMENTO – Na última semana, o prefeito Barjas Negri começou a fazer contato, por telefone, com deputados que apresentaram emendas e os recursos estão vindo para a Prefeitura, resultando na execução de obras ou programas. Ele citou os deputados federais Bruno Covas e Carlos Sampaio e o senados José Anibal, os três do PSDB; Ivan Valente (PT); Keiko Ota (PSB). Além dos estaduais Coronel Telhada e Carlos Bezerra, ambos do PSDB, e Edinho Silva (PT).

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir