Vacinação contra Poliomielite e Multivacinação acontece em Piracicaba neste sábado (17)

A vacinação é para crianças de 1 ano até 5 anos incompletos

- PUBLICIDADE -

Neste sábado (17), acontece em Piracicaba a “Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e da Multivacinação”. Todas as crianças de 1 ano até 5 anos incompletos, que ainda não receberam a dose, devem ser vacinadas contra a poliomielite nas unidades de saúde das 08h às 16h. A lista das unidades pode ser conferida ao fim desta reportagem. Já a multivacinação é para atualização da carteirinha de vacina de crianças e adolescentes com até 15 anos. Os atendimentos acontecem simultaneamente.

As campanhas têm como objetivos reduzir o risco de reintrodução do poliovírus no país e ampliar o acesso às vacinas, além de atualizar a situação vacinal de crianças e jovens visando a eliminação das doenças imunopreveníveis. As campanhas se estenderão até o dia 30 de outubro e a meta mínima da pólio é vacinar 95% do público-alvo (de 1 ano até 5 anos incompletos) de forma indiscriminada.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“É de fundamental importância que as pessoas compareçam aos postos de saúde com a caderneta de vacinação, para que os profissionais de saúde possam avaliar se há alguma vacina que ainda não foi administrada ou se há doses que necessitam ser aplicadas, para completar o esquema vacinal preconizado pelo Ministério da Saúde”, explicou Karina Correa Contiero, responsável pelo setor de imunização.

RECADASTRAMENTO — Ainda neste sábado, as mesmas unidades de saúde estarão recadastrando os moradores das áreas de abrangência das UBS’s e CRAB’s. Se a sua família ainda não foi recadastrada, aproveite a oportunidade e leve os documentos necessários para a atualização dos dados. Para efetuar o recadastramento, é necessário: comprovante de residência, CPF, RG, Cartão do Posto e Cartão SUS.

De acordo com Pedro Mello, secretário de Saúde, a nova forma de custeio do SUS, determinada pelo Ministério da Saúde, exige que a população esteja consciente da importância do recadastramento para a manutenção da qualidade dos serviços prestados pela rede pública de saúde. “Antes o repasse financeiro estava relacionado ao número de habitantes de uma cidade. Agora, com a nova regra de universalização do SUS, o repasse estará vinculado ao número de pessoas cadastrada no sistema. Por isso temos a necessidade de cadastrarmos toda a população da área de abrangência de cada unidade”, explicou.

LISTA DAS UNIDADES

Divulgação
Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir