Polícia investiga se casal encontrado morto foi envenenado

Corpos do homem e da mulher já estavam em estado avançado de decomposição quando foram encontrados pela PM

- PUBLICIDADE -

Um casal foi encontrado morto dentro de casa, na madrugada desta terça-feira (29), no Jardim Miriam, região de Itaim Paulista, na zona leste da cidade de São Paulo. As filhas das vítimas, uma de seis e outra de dois anos, estavam na varanda da residência quando os corpos dos pais foram encontrados pelo tio delas, que havia retornado de uma viagem.

Uma foto do casal encontrado morto dentro de casa em SP
Foto: Reprodução

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Uma das linhas de investigação seria um suposto caso de envenenamento, já que não havia sinais aparentes de violência nos corpos. A polícia aguarda resultado de exames periciais para constatar isso. A motivação para as mortes também é apurada.

Ainda não é possível afirmar quando foi o crime e nem quantos dias as crianças ficaram na casa com os pais mortos, já que os corpos estavam em estado avançado de decomposição.

O tio das crianças, um estudante de 19 anos, afirmou em depoimento à polícia ser vizinho do irmão e da cunhada. Ao retornar de uma viagem, ele afirmou ter visto as duas sobrinhas em pé e abraçadas na varanda da residência das vítimas.

Quando entrou na casa, ainda de acordo com seu depoimento, ele encontrou o corpo da cunhada, de 24 anos, sobre a cama do quarto do casal, e o corpo do irmão, de 27 anos, estava caído na sala. O jovem acionou a PM logo em seguida.

Segundo o boletim de ocorrência, ao chegar na residência, policiais militares avistaram uma garrafa plástica com o gargalo cortado em cima da mesa da cozinha. Dentro dela, havia um líquido transparente, que foi apreendido e encaminhado ao Instituto de Criminalística.

As duas crianças foram levadas a um hospital da zona leste, onde permaneceram em observação após serem retiradas da cena do crime. O Conselho Tutelar assessora a polícia com relação às duas meninas.

A SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), afirmou que o 50º DP (Itaim Paulista) investiga o caso, registrado até o momento como “morte suspeita”.

“Laudos periciais foram solicitados e serão analisados pela autoridade responsável, assim que finalizados. A equipe de investigação ouvirá os vizinhos da família para auxiliar no esclarecimento dos fatos”, diz trecho de nota.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Via Folhapress
Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir