Promotor boliviano ouve torcedor que assumiu disparo em jogo do Corinthians

- PUBLICIDADE -

O promotor que cuida do caso dos 12 brasileiros presos em Oruro veio ao Brasil para colher informações com o jovem de 17 anos apontado como o autor do disparo que matou o torcedor Kevin Espada, em fevereiro deste ano. Após três horas de depoimento, o promotor disse que vai levar à Bolívia as informações colhidas, mas não garante que isso vai acelerar a liberação dos torcedores corintianos.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir